Captes garantiu aprovação em universidades federais de todo o país

Trinta e cinco anos de sala de aula. Neiva Deecken é natural de Três Coroas, Rio Grande do Sul. Mas já são duas décadas de amor por Guarapari. Ela é formada em Letras/Português pela Universidade de Santa Cruz do Sul e com especialização em Docência e Metodologia da Língua Portuguesa.

Trabalhou por 10 anos na Samarco. Também lecionou em instituições privadas da cidade. Hoje, faz parte do quadro de professores do Darwin de Guarapari e de Campo Grande. A paixão por ensinar é tão grande que também abriu um curso preparatório para concursos e para pré-vestibular.

Folha da Cidade – Como você descobriu a vocação para a área da educação?

neiva e lucas (1)

Neiva ao lado de Lucas Lyrio, aprovado em medicina na Ufes.

Neiva Deecken – Comecei muito cedo. Aos 13 anos fui monitora por um ano do Movimento Brasileiro de Alfabetização (Mobral). Estudava durante o dia e, à noite, auxiliava na alfabetização de adultos. Aos 19 anos, comecei a dar aulas em uma escola municipal. Após seis meses, fui cedida para uma escola particular: Escola Luterana Cristo. E foi aí que aprendi a minha profissão. Tive os melhores exemplos. Fiquei apaixonada pela sala de aula.

FC – O que você mais gosta na sua profissão e o que é mais difícil?

Ser professora, hoje, é ter a certeza de que é preciso mudar rapidamente, adaptar-se aos novos formatos e preparar-se muito bem.  Adoro a minha profissão: amo ler as redações dos meus alunos; adoro a flexibilidade do nosso idioma, mas confesso que, além de tudo isso, sou uma apaixonada por matemática, física e filosofia.  A maior dificuldade na educação é a desvalorização do professor.

FC – Quando surgiu a ideia de montar o cursinho Captes?

A empresa surgiu em 2006. O objetivo era auxiliar os concurseiros, uma vez que, na cidade, constatou-se a falta de um serviço de qualidade, relacionado à preparação para concursos públicos. Há três anos, iniciou-se o PRÉ-VEST/ENEM/CFO, preparando os alunos para os vestibulares, para o ENEM e para o Curso de Formação para Oficiais. A empresa possui a melhor equipe de professores do estado, na sua maioria, da Grande Vitória.

FC – Qual o diferencial do curso?

A diferença do curso está na exigência de “praticar” a redação, com uma proposta semanal no primeiro semestre, e duas semanais, no segundo. A maioria dos nossos alunos fica com média acima de 900, o que facilita o ingresso nas federais pelo SISU (Sistema de Seleção Unificada). Optamos em oferecer uma disciplina por noite, devido ao deslocamento dos professores. Observamos que, dessa forma, o rendimento dos alunos aumentou, porque o aproveitamento é maior. Outro diferencial é que o nosso material é preparado pelos professores e gratuito para o aluno.

FC – E os resultados?

Devido à qualidade das aulas, os resultados são os melhores: aprovação em Medicina, Odontologia, Medicina Veterinária, Engenharia da Produção, Química, Física, Artes Visuais, Educação Física, Jornalismo, Agronomia e Ciências Biológicas na UFES. Também aprovamos na UFMG, UFSC, UEL,IFES, UNIMONTES, UVV e FDV.

FC – As inscrições ainda estão abertas?

As aulas iniciaram no dia 1º de fevereiro e vão até a véspera da prova do ENEM. São à noite, das 19h às 22h, no Colégio Darwin. Qualquer interessado pode ingressar no curso,  independentemente do período. Abriremos uma turma específica para o concurso da Polícia Rodoviária Federal, em abril, e outra para a Polícia Militar, data a confirmar. As inscrições podem ser feitas na secretaria do Darwin. Os telefones para contato são: (27) 3261-0584 / 3361-0979 / 9 9859-3041.

Jornalismo em primeiro lugar

Acompanhe as últimas notícias de política, economia, saúde, cultura e mais, em Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves de forma organizada e clara, com muitas fotos.

Redes Sociais

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On GooglePlusVisit Us On Youtube

Telefones - Jornal Folha da Cidade:
27 3361-4163 / 3114-0433