Corte ilegal de coqueiros da Praia do Morro gera indignação

Na época da reurbanização da Praia do Morro, muito se falou sobre a retirada das castanheiras que faziam sombra para os frequentadores do local. No lugar das castanheiras foram plantados diversos tipos de árvores nativas da região, mas poucas vingaram.

Um morador colocou placas pedindo ajuda para tentar para com os cortes. Foto: Hamilton Garcia/Folha da Cidade

Um morador colocou placas pedindo ajuda para tentar para com os cortes. Foto: Hamilton Garcia/Folha da Cidade

Agora, cerca de 20 coqueiros que foram plantados na parte final da praia sendo cortados por artesãos que usam as palhas para fazer artesanato e vender os produtos ao longo do calçadão.

Um morador, em protesto ao que está acontecendo com as árvores, colocou cartazes pedindo que salvem os coqueiros. Um senhor, morador da região sai todos os dias de casa à noite para regar as árvores que foram plantadas ao longo da orla, inclusive os coqueiros.

Para a presidente da Associação de Moradores da Praia do Morro, Fátima Fonseca, o problema tem que ser combatido pela prefeitura ou polícia, já que os responsáveis usam facas e intimidam quem reclama sobre o ato.

As palhas estão sendo arrancadas para fazer artesanato.

As palhas estão sendo cortadas para fazer artesanato.

“Nós já comunicamos informalmente à secretaria de meio ambiente e vamos formalizar. Uma senhora que reclamou com eles no momento em que cortavam um dos coqueiros, foi hostilizada. Eles ainda falaram que aquilo não era dela e que quem plantou era quem podia reclamar sobre o que eles estavam fazendo”, disse Fátima.

Fátima conta que problema similar ocorre no Parque Morro da Pescaria. “O pessoal recolhe mudas de bromélias e orquídeas para vender na orla. Muitos que compram nem sabem que estas mudas foram arrancadas sem autorização e são provenientes de crime ambiental”, disse Fátima.

Ela lembrou ainda do senhor que todos os dias sai de casa quando anoitece para regar as árvores na orla da praia. “Enquanto uns tentam preservar, outros destroem”, lamentou.

Resposta da Prefeitura

Procuramos a prefeitura para saber o que está sendo feito para resolver o problema e coibir a prática ilegal, tanto de remoção de mudas do Morro da Pescaria como do corte ilegal dos coqueiros.

As mudas de orquídeas e bromélias são arrancadas ilegalmente no Morro da Pescaria.

As mudas de orquídeas e bromélias são arrancadas ilegalmente no Morro da Pescaria.

Em nota o município afirmou que:

“A secretaria de meio ambiente informa que ainda não recebeu uma denúncia formal sobre a situação dos coqueiros da Praia do Morro, mas que vai enviar uma equipe até o local para verificar a situação. Além disso, a equipe de videomonitoramento será acionada para ver se foram captadas imagens da irregularidade. 

A secretaria ressalta a importância da denúncia formal, isso agiliza o trabalho e faz com que a demanda seja resolvida o mais rápido possível. 

Quanto a situação das bromélias e orquídeas do Morro da Pescaria, a secretaria já recebeu a denúncia formal e desde janeiro vem trabalhando na conscientização dos frequentadores. A vigilância do já foi intensificada e a secretaria pretende colocar mais Guardas Parque”.      

Jornalismo em primeiro lugar

Acompanhe as últimas notícias de política, economia, saúde, cultura e mais, em Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves de forma organizada e clara, com muitas fotos.

Redes Sociais

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On GooglePlusVisit Us On Youtube

Telefones - Jornal Folha da Cidade:
27 3361-4163 / 3114-0433