Depois do calote, alunos não desistem da festa de formatura

Sacodir a poeira e correr atrás do sonho. É com esse pensamento que alunos de diversos cursos das faculdades Doctum e Pitágoras enfrentam o pesadelo e o calote que levaram de uma empresa que organizava formaturas em Guarapari. Eles se uniram depois que a Rumin Eventos fechou as portas e levou junto mais de 1 milhão de reais de sonhos investidos. Virando essa página, agora o objetivo dos alunos é outro: realizar as festas.

formandos

Formandos dão a volta por cima e se preparam para formatura. Foto: reprodução

Com a hashtag #vaiacontecer, universitários, fotógrafos, buffets e cerimonialistas estão se programando para atender a demanda e fazer com que essa data tão especial não passe em branco. Para Thiago Ferri, proprietário da Ferri Filmes, essa situação despertou um olhar humano e solidário. “A formatura para muitos é a concretização de um sonho. E como já passei por isso, quero ajudar com o que for possível. Estou me disponibilizando a atender os alunos com todos os meus serviços de filmagem e edição”, disse.

A Foto na Mão também entrou na onda. “As pessoas fazem um esforço financeiro e isso que aconteceu destruiu sonhos. Como trabalhamos com a realização de sonhos essa é a forma que encontramos para ajudar. Isso não pode nem deve passar em branco”, completou Renan Alves.

A cerimonialista Dani Carminati disse em sua rede social que é hora de somar forças. “Acredito que está na hora de todos nos unirmos”.  Foi ela quem organizou o movimento #UnidosPelaFormatura que pretende reunir profissionais da área para atender os alunos que foram vítimas do calote.

Empresa decretou falência

Só a turma de Arlan Souza Nascimento gastou R$ 147 mil para realizar a formatura. “Até o dia 25 de janeiro, a Rumin estava aberta e até então, tudo funcionando normalmente. Eu fui ao escritório para acertar uns detalhes finais da formatura. Mas no dia seguinte, uma funcionária da empresa ligou para alguns alunos dizendo que havia sido demitida e que a empresa decretou falência. Rapidamente fui até o local e as portas já estavam fechadas”, lamenta o presidente da comissão de formatura.

Formandos vão parar na delegacia para fazer boletim de ocorrência contra a empresa. Foto: João Thomazelli

Depois disso, a empresa também deletou todos os meios de comunicação e segundo os alunos, não atendeu mais as ligações. Os estudantes foram então até o escritório da profissional, mas se surpreenderam ao encontrar a porta do estabelecimento fechada. Em seguida, eles se dirigiram até uma delegacia onde registraram boletim de ocorrência.

Em poucos minutos, vários estudantes também se manifestaram nas redes sociais. Muitos ex-alunos também reclamavam que a empresa ainda não havia entregado as fotos da formatura que aconteceu no ano passado. Até janeiro, não foi publicado em diário oficial o decreto de falência da empresa. Enquanto isso, os alunos seguem revoltados com a situação sem saber se terão retorno do investimento financeiro.

Vaquinhas online: saiba como ajudar

Em meio a dúvidas, os alunos também arregaçaram as mangas. Muitas turmas estão fazendo as chamadas “vaquinhas online” para angariar fundos e fazer do sonho da formatura uma realidade. A aluna da pedagogia Helen Souza disse que a turma optou por algo simples, já que todos estão preocupados e correndo atrás com questões judiciais. “Ganhamos brindes de algumas pessoas para fazermos rifas e juntar o dinheiro. Agora é organizar para a formatura acontecer”, disse.

Já a turma de engenharia elétrica está recebendo orientação de uma cerimonialista. “Temos um grupo de alunos à frente do movimento e já recebemos algumas doações. O grupo não é unificado, mas todo o esforço é valido”, avaliou Arlan Souza.

A comissão do curso de administração resolveu fazer uma publicação nas redes para conseguir o recurso. “Muitos lutaram e trabalharam muito para pagar essa formatura, jamais queríamos passar por essa situação, mas acreditamos que Deus é muito maior que tudo isso”, disse a turma em uma rede social.

Se você quer ajudar e não sabe como, a página “Unidos Pela Formatura” oferece contatos e mais informações. Nos links abaixo você também pode fazer a doação através do “Vakinha Online” diretamente para as comissões dos cursos. Toda ajuda é válida!

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-os-formandos-doctum-2017

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/formatura-2017-1

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/o-sonho-continua

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/todos-pelo-baile-da-pedagogia

O que diz a empresa:

“Com muita tristeza informamos que a Rumin Eventos fecha hoje suas portas. A situação financeira da empresa ficou em sérias dificuldades desde que a maior instituição de Ensino Superior desta cidade [Guarapari] começou a veicular e até mesmo difundir que a Rumin não seria permitida estar presente nas colações de grau da mesma. Tal ato foi praticado até mesmo por alguns funcionários da instituição, que se prestaram ao papel de ir pessoalmente às salas de aula divulgando essa informação e até mesmo incentivando o não pagamento […] colocamos as contas em dia e a empresa teve crescimento de mais de 30%. Estávamos sendo vitoriosos! Crescendo, apesar das agruras naturais da vida. Mas o sucesso incomodou, cresceu os olhos de pessoas e empresas com alto poder financeiro do país. A dor desse momento é imensurável… trabalhamos com sonhos e nesse momento o nosso sonho vai por água abaixo. O sonho de continuar, de realizar, de cumprir, de executar. Mas, tenham certeza, a dor maior é sem dúvida alguma não conseguir realizar o sonho de vocês. Nesse momento, os sonhos são interrompidos. Contamos primeiramente com a justiça de Deus, mas também confiamos que a Justiça dos homens, através dos meios legais, nos ajude nesse demanda. Nossos sinceros sentimentos”.

 

Jornalismo em primeiro lugar

Acompanhe as últimas notícias de política, economia, saúde, cultura e mais, em Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves de forma organizada e clara, com muitas fotos.

Redes Sociais

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On GooglePlusVisit Us On Youtube

Telefones - Jornal Folha da Cidade:
27 3361-4163 / 3114-0433