EDP e Polícia Civil flagram gatos de energia em supermercado e padaria de Guarapari

Em operação realizada para o combate ao furto de energia em Guarapari, a Polícia Civil e a EDP Espírito Santo realizaram inspeções em dois comércios – um supermercado e uma padaria -, no bairro Santa Mônica, e, em ambos os casos, foi detectada fraude no medidor de energia, caracterizando furto.

A ação aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 20, e os responsáveis pelos locais foram conduzidos para a Delegacia Regional da Cidade.

Durante as inspeções, foi constatado que de toda energia consumida só uma parte era paga pelos empresários. A Distribuidora ressalta que novas operações serão deflagradas na região.

O furto de energia é crime, previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, que dispõe: “Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: pena de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa”.

Além do processo criminal, os empresários irão arcar, conforme a regra da Resolução Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica, com a cobrança de toda energia não faturada durante o período da irregularidade e o custo administrativo.

Prejuízos para a população

Ao contrário do que muitos imaginam o furto de energia elétrica não traz perdas apenas para a Concessionária. Os maiores lesados são os próprios clientes. Como a tarifa abrange também as perdas elétricas, o custo da energia usada irregularmente pelas pessoas que cometem esse crime é parcialmente repassado a todos os usuários da rede.

O furto de energia é crime e prejudica a todos os cidadãos, além de ser uma prática perigosa que pode provocar sobrecarga na rede elétrica com prejuízo para a população que sofre com a falta do fornecimento em suas residências e ruas ou, por exemplo, com danos aos equipamentos elétricos e ainda devido à queda na qualidade da energia.

Entre os acidentes que podem ocorrer quando são realizadas intervenções irregulares na rede elétrica, tanto para os usuários, bem como moradores, vizinhos e demais pessoas próximas à fiação irregular, estão o choque elétrico, curto circuito e incêndios.

A EDP Espírito Santo pede que a população contribua e denuncie ligações irregulares. Para isso, disponibiliza canais de atendimento, como o Call Center (0800 721 0707), as Agências de Atendimento ao Cliente e o site www.edp.com.br. O sigilo é total e a inspeção é realizada com a máxima urgência.

*com informações da assessoria de comunicação da EDP

Jornalismo em primeiro lugar

Acompanhe as últimas notícias de política, economia, saúde, cultura e mais, em Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves de forma organizada e clara, com muitas fotos.

Redes Sociais

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On GooglePlusVisit Us On Youtube

Telefones - Jornal Folha da Cidade:
27 3361-4163 / 3114-0433